Monday, March 03, 2008

Homenagem à Bianca

O fim de semana já deixava adivinhar o que se iria passar hoje. Não comeu, não bebeu, tudo teve de ser forçado e enfiado. Já nem saía do lugar, nem para fazer as suas necessidades. Hoje o veterinário não nos deu novidade nenhuma ao dizer que estava na hora de a libertar. FIV, PIF e FELV (se não me enganei nas nomenclaturas) qualquer destes vírus são graves.

Ela tinha-os todos.

Os tratamentos não estavam a funcionar e os sintomas actuais apontavam mais novos problemas... Fígado. Estava com Icterícia. Mais uma bomba a juntar ao já fantástico cocktail que surpreendia os veterinários quando mencionado.

Não tínhamos mais escapatória. Aliás, a Bianca não tinha para onde mais fugir. O veterinário recomendou abater e nós rendidos a tudo aquilo que já tínhamos visto e sabendo que os tratamentos que lhe estavam ao alcance não iriam fazer a diferença aceitámos o seu conselho.

Hoje enquanto estávamos perdidos às voltas com o carro sem sabermos para onde ir e sem o mínimo de vontade de ir para casa, ia-lhe sendo administrado Eutanol, uma droga letal utilizada para a eutanásia.

Só queremos esquecer esta dor, mas o braço de sofá arranhado por ela torna-se num templo que lembra com saudade o miar dela.

Chegámos a casa e arrumámos todas as coisinhas dela. Se no início nos custou habituar ter uma presença extra em casa, agora é sem dúvida ao contrário. Faz-nos falta. Muita falta.

Ao olhar para esta foto doí porque parece que nos olha nos olhos a comunicar connosco.



Foi sem dúvida uma lutadora que nos deu tudo o que conseguiu dar. E é assim que a queremos recordar.

12 comments:

Anonymous said...

É incrível como nos afeiçoamos aos animais. Ao ponto de já não serem animais e sim família, amigos, companheiros ou confidentes.

Eles estão connosco porque gostamos deles e eles de nós. Nós pensamos e temos saudades deles quando estamos fora. Nas épocas festivas eles também recebem uma prenda.

São assim - AMIGOS e nossos amigos

Um grande abraço,
Oliveira

CAP CRÉUS said...

Lamento esta perda :-)
Sei o que sentem e dói, dói muito!
Força e nunca se lembrem de a esquecer!

carla sss said...

Lindo o que escreveste...puseste-me a chorar no trabalho sacana...felizmente ainda não sei o que é perder um amigo que nos adora em qualquer ocasião, mas só de pensar nos meus...não quero pensar!!!!
Uma festinha bue grande para a Bianca..onde no céu dos gatos eles já "sabem" ler blogs..LINDA!

Nuno Filipe Alves said...

Nestas situações é que damos realmente valor aos supostos "animais" que temos em casa. Fica um vazio... enorme... quando algum desapareçe. Mesmo pensando que "a Bianca" fica melhor, custa sempre. Enfim... Se pensarmos que foi melhor para ela, custa menos....

Sei que um dia vai chegar a vez dos meus piquenos, e isso só de pensar, deixa-me de rastos...

Nuno Filipe Alves said...

Fica a promessa de vir um "tareco" bebezinho para arranjar o outro braço do sofá :)

carla alves said...

Fomos busca-la ao gatil e no meio de tantos gatos, escolhi a que me pareceu a mais calma e a mais sossegada...
É daquelas coisas q não s explicam. Olhei e gostei logo dela.
Trouxe-a no mesmo dia :)

Dia 6 d Março fazia 2 meses q estava connosco. Dois meses intensos, tanto para nós, como para ela. C

Chocados na altura qdo soubemos do estado de saúde dela, mas no fundo sempre optimistas e sem perder a esperança. Não tivemos coragem d a devolver ao gatil, para mim isso já era impensável.

Dois meses a lutar dia a dia para q a Bianca mostrasse sinais de melhora. Mt dificil e mt doloroso. Sempre tive uma paixão enorme por animais e o que me custa mais é saber q eles possam estar em sofrimento e com dores.

Ontem foi sem dúvida uma das piores decisões que tive d tomar na vida.

Obrigada Carlos, pelo teu apoio, sempre constante. BDN :)

Carlalex said...

Depois de ter ficado a saber o que aconteceu, não podia deixar de comentar. Sei que as minhas palavras não adiantam de nada... mas se servirem de algum conforto... :(
Adoro animais... desde criança que tenho "amigos". Tive uma cadela durante 13 anos e quando a perdi foi a maior dor da minha vida... parecia que o mundo tinha acabado. Todos as fases importantes da minha vida tinham sido passadas com ela (tinha-a desde os meus 7 anos). Nas últimas semanas de vida ela sofreu... e foi por 1 ou 2 dias que não tive de passar pela situação que voces passaram agora. É preciso muita força... mas nunca se esqueçam que graças a voces certamente ela passou momentos felizes; teve um lar e companhia dos donos, coisas que não tinha no gatil. Por isso acho que valeu a pena! Nunca se arrependam, porque foi muito nobre o vosso gesto.

Mariana said...

Nunca aqui tinha estado e da primeira vez que venho, pões-me a chorar... Lamento!

O laço que criamos com os animais não se consegue explicar!

Fica bem!!

robalo said...

nao nos conhecemos... mas depois de ler isto... e os comentarios... epah! (suspiro)

enfim...
apesar de tudo, a bianca foi a escolha perfeita dentro de todos os outros gatos do gatil. e esses 2 meses, foram os melhores tempos da vida de bianca.
agora ela foi... mas foi feliz.
foi a saber q a vida é mais do que um gatil cheio de outros que tambem mereciam uma casa, um lar, companhia, afecto.
foi a saber que existe amizade
a saber q existe afecto
q existe carinho
quentinho
festinhas
rom rom
...
foi feliz...
foi em paz...
aqueles olhos nao enganam!
ela parece uma gata muito fixe!

e agora :_( ...

bem, tenho de ir compensar os meus gatos por ainda ca estarem e darlhes valor por isso
(coisa q muitas vezes nao damos, eles estao ca sempre, e assumimos isso como um dado adquirido, ate ao dia...)

abraços, e força.


ps: tenho 1 gato (13 anos), 2 gatas (10 e 8 anos) e uma cadela (5 anos).
o gato, mais velho, ja esta surdo e com outros problemas, enfim... vou darlhe umas festas...

Walter said...

Li este texto e não pude deixar de me emocionar...perdi a minha pastora alemã há 9 meses atrás, depois de 12 anos em conjunto, e ainda hoje sinto a falta dela e ainda a vejo em todos os lugares que lhe pertenciam e pertencem. FORÇA...os momentos em conjunto foram certamente únicos!
abraços
walter

katy said...

Tenho uma cadelinha há 10 anos.Chama-se Laika e tem estado sempre lá. Sempre lá para mim. Há 2 anos, na passagem de ano, foi atropelada..e sendo 'salsicha', pouco depois foi-lhe diagnosticada uma hérnia. Fez corticosteroides, quando já não se conseguia mexer. Melhorou consideravelmente, mas os efeitos secundários deixaram-na com pouco pêlo e pele fina. Começam a aparecer-lhe outros problemas fruto da velhice..e dói. Dói tanto vê-la ir-se embora devagarinho..e eu sei que tudo morre..mas..

A Bianca era linda. Era e é.

Um beijinho..

Borealis said...

muita pena..